O Romance(texto)

Era uma vez um rapaz chamado Filipe. Esse mesmo rapz era magro, corajoso, determinado, tinha olhos verdes, cabelo castanho, e era moreno.
Ele vivia com o seu coração muito apertado, pois ele gostava de uma rapariga da cidade. O seu nome era Isabela.
Isabela tinha cabelos louros, olhos castanhos, era magra, inteligente e tinha o seu coração sempre pronto para ajudar toda a gente.
Isabela passava os dias a ajudar a sua mãe a fazer camisolas para vender na feira, pois, quando tinha dez anos, o seu pai morreu atropelado, e desde aí a familia tinha ficado muito pobre.
Mas além do Filipe gostar de Isabela, havia outra pessoa que gostava dela, o vilão Maugostin.
Maugostin era poderoso, mau, cruel, vingativo, tinha a sua pele verde, olhos vermelhos, cabelo azul, unhas com um metro e muito pêlo.
Um dia, quando Maugustin começou a gostar dela, Isabela tinha apenas sete anos.
O vilão Maugostin estava louco de amor que até a pediu em casamento, mas ela não aceitou. Então, ele jurou pela sua vida que ia voltar e que iam acabar juntos.
Isabela nunca se esqueceu do que o Maugostin disse, mas o seu coração pertencia a Filipe.
Passado vinte anos, Filipe e Isabela não conseguiam aguentar mais o seu amor e começaram a namorar.
Maugostin que vivia num bosque assombrado, quando descobriu a notícia, ficou furiosa e decidiu que tinha de fazer alguma coisa.
Isabela e Filipe andavam mais radiantes do que nunca
Nesse mesmo dia decidiram ir jantar a um sitio muito romântico, até que Isabela teve de ir à casa de banho do restaurante. Ela nem queria acreditar no que estava a ver, era o Maugostin.
De repente Maugostin deita um vapor mágico sobre Isabela para adormecer, e levou-a para o seu bosque assombrado.
No restaurante, Filipe já estava a ficar preocupado pois Isabela não vinha. Mas, como ele não podia entar na casa de banho das raparigas, pediu à empregada, se a sua namorada estava lá dentro. E foi o que aconteceu. Quando a empregada foi ver, não estava ninguém lá dentro.
Foi então que o Filipe disse:
- Mas não pode ser! Não pode!
Até que recebeu uma mensagem no telemóvel a dizer:
- Olá! Eu disse que um dia ia voltar, e que tu não podias ficar com a Isabela.
Ela está comigo, ela é minha!
Assinado: Maugostin.
Ele não sabia o que fazer, não sabia onde é que Maugostin vivia!
Então foi para casa pensar no que poderia fazer para recuperar a sua amada.
No dia seguinte recebeu uma carta a dizer:
- Não te procupes, a Isabela disse que nunca gostou de ti!
Assinado: Maugostin.
Mas Filipe reparou numa coisa, o cheiro, a carta cheirava a uma planta venenosa que só existia no bosque assombrado. Finalmente que descobriu uma pista... Então decidiu ir lá...
O bosque ficava muito longe, ele já estava muito cansado, estava muito sol e ele estava cheio de calor... Quando chegou viu Isabela amarrada a uma árvore. Aflito, foi retirá-la da árvore. Quando se iam para ir embora Maugostin chegou e disse:
- Então meninos, onde é que iam?
- Não vamos a lado nenhum - respondeu o Filipe.
Isabela, estva muito aflita, até que atrás de si viu uma flor rara, muito venenosa, e quem comesse aquela flor morria.
Então Isabela chegou-se perto do vilão e enfiou a flor pela boca dele.
Maugostin, morreu. Com muito amor, Filipe foi a correr para os braços de Isabela e deram um grande beijo. E foram felizes para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário